12 - Sangcho Monlam - Completo

Buddha meditating BodhiConcluindo o tema, na manhã de hoje, tivemos a oportunidade de fazer o Sangcho Monlam completo, em tibetano e em português. Em seguida, tivemos explicações adicionais sobre os benefícios progressivos decorrentes da qualidade de nossa atitude mental diante dessa preciosa Prece.

O texto disponibilizado logo abaixo é o resultado da tradução do texto original em tibetano diretamente para o português e comparada com outras quatro versões em inglês feitas por grandes mestres e estudiosos. 

 

Clique no player abaixo para ouvir diretamente no site ou no link para fazer o download do arquivo.
Tradução: Lama Wangdu

 

"Sang Chö Monlam"
A Rainha das Preces das Aspirações da Nobre Conduta Excelente 

Homenagem ao nobre e jovem Manjushiri!

[1] Rendo homenagem com corpo, palavra e mente sincera
A todos os Tataghatas, leões entre os homens, nos três tempos
e em todos os mundos, tantos quanto existem nas dez direções.

[2] Pela força da prece da Conduta Excelente, todos os Vencedores se manifestam em minha mente.
Rendo perfeitamente homenagem a todos os Vencedores,
prosternando-me completamente com corpos tão numerosos
quanto as partículas dos domínios.

[3] Sobre cada partícula, residem tantos Budas quantas são as são as partículas.
Os Budas residem em meio a Bodhisatvas.
Assim eu imagino os domínios, sem exceção,
preenchidos por todos os Vencedores.

[4] Com cada som de um oceano de melodias
e um oceano de preces inexauríveis,
eu pronuncio as qualidades de todos os Vencedores
e louvo a todos os Sugatas.

[5] Aos Vencedores faço oferendas de
maravilhosas flores e guirlandas,
sublimes músicas, bálsamos e para-sóis,
sublimes lamparinas e incensos refinados.

[6] Aos Vencedores faço oferendas de
finas vestes, perfumes maravilhosos,
uma montanha tão alta quanto o Monte Meru de incenso em pó.
Todas dispostas de maneira particularmente excepcional.

[7] Eu faço oferendas vastas e insuperáveis
a todos os Vencedores.
Com a força da fé na Conduta excelente,
rendo homenagem e faço oferendas a todos os Vencedores.

[8] Confesso cada uma de todas as ações negativas
cometidas por mim,
com corpo, palavra e mente
sob o poder do desejo, raiva e ignorância.

[9] Regozijo-me de todo o mérito
dos vencedores das dez direções, dos bodhisattvas,
dos shravakas que estudam e dos que estão além do estudo,
assim como de todos os seres. 

[10] A todos aqueles que são como tochas dos mundos das dez direções,
bodhisattvas que progressivamente atingiram o estado do buda sem apego;
a todos esses protetores,
eu suplico para girar a Roda Insuperável.

[11] Para o bem e felicidade de todos os seres
Eu rogo, com as mãos perfeitametne juntas,
A todos aqueles que querem mostrar o além do sofrimento
que permaneçam por kalpas [tão numerosos] quantas são as partículas dos campos.

[12] Qualquer mérito, por menor que seja, que eu tenha acumulado
por homenagens, oferendas, confissão, regozijo, pedido e prece,
eu dedico todos ao Despertar.

[13] Faço oferendas aos budas do passado e àqueles nos mundos das dez direções;
e àqueles que ainda que não vieram, que realizem sua aspiração rapidamente,
seguindo progressivamente (o caminho do) Despertar e tornem-se Budas.

[14] Possam os campos das dez direções, tantos quantos sejam
tornarem-se vastos e puros.
Possam ser completamente preenchidos por budas, bodhisattvas, vencedores,
que foram à frente da poderosa árvore do despertar.

[15] Possam todos os seres das dez direções, tantos quantos sejam
Serem sempre isentos de doenças e felizes.
Possam os objetivos de todos os seres ser de acordo com o Dharma
E suas aspirações se realizarem.

[16] Que eu possa lembrar de minhas vidas em todos os meus nascimentos
e que a minha conduta seja a conduta do despertar;
Que eu possa, durante minhas vidas, na morte, na transferência e renascimento, ser ordenado.

[17] Que eu possa aprender seguindo todos os vencedores.
Que a conduta excelente seja perfeita
e a conduta na disciplina ética seja completamente imaculada,
sempre íntegra e sem defeito.

[18] Que eu possa ensinar o Dharma
na língua de todos os seres,
tantos quanto sejam:
dos deuses, nagas, yakshas, kumbhandas e humanos.

[19] Assim, que eu possa me aplicar perfeitamente na prática das paramitas
e jamais esquecer a bodhicitta.
Que possam ser purificados todos os obscurecimentos e negatividades.

[20] Que eu possa ser liberado das atividades dos demônios do karma e das paixões.
Em todas as transmigrassões nos mundos,
que eu possa ser desapegado como a água ao lótus
e agir desempedido como o sol e a lua no céu.

[21] Que eu possa pacificar completamente
todos os sofrimentos dos mundos inferiores em todos os domínios e direções.
Que eu possa fazer o bem de todos os seres
e estabelecê-los na felicidade.

[22] Que eu possa completar a conduta desperta
e adotar a conduta apropriada aos seres.
Que eu possa ensinar perfeitamente as condutas excelentes
e aplicá-las em todos os kalpas do futuro.

[23] Que eu possa sempre ser amigo daqueles que têm um comportamento em harmonia com minha conduta.
E que nossas condutas pelo corpo, palavra e mente e nossas aspirações sejam uníssonas.

[24] Que eu possa sempre encontrar amigos excelentes
que desejam me beneficiar, ensinando perfeitamente a excelente conduta.
Que eu possa não desapontá-los.

[25] Que eu possa realmente ver os Vencedores;
Os Protetores cercados dos Filhos do Budas;
Que eu possa, sem me desencorajar,
Apresentar vastas oferendas para eles em todos kalpas do futuro.

[26] Que eu possa manter o Santo Dharma
E esclarecer completamente a Conduta do Despertar.
Que eu possa purificar completamente a Nobre Conduta
E fazer assim, em todos os kalpas do futuro.

[27] Que eu possa obter virtude e sabedoria inesgotáveis
Em todas as existências do samsara.
Que eu possa me tornar um tesouro inesgotável de todas as qualidades,
os meios e a sabedoria, contemplação e liberação.

[28] Sobre cada partícula há tantos campos quantas sãos as partículas.
Nesses campos residem inconcebíveis Budas.
Contemplando os Budas que residem em meio a seus Filhos,
eu pratico a Conduta do Despertar.

[29] Assim, sem exceção, em todas as direções, na largura de um único pêlo,
Existem oceanos de Budas, tantos quantos existem nos três tempos e um oceano de domínos.
Durante um oceano de kalpas que eu possa me engajar perfeitamente na Conduta.

[30] Com a linguagem de um oceano de qualidade em cada simples palavra
Todos os vencedores falam com pura qualidade melodiosa.
Essa melodia ressoa de acordo com o modo de pensar de todos os seres
Que eu possa sempre estar engajado na Palavra do Buda.

[31] Todos os Vencedores, Tataghatas dos três tempos,
Giram de maneira apropriada a roda (do Dharma).
Expressando-se por melodia inesgotável.
Por minha inteligência, que eu possa compreendê-la.

[32] Como eles penetram em todos os kalpas à seguir num só instante,
Que eu possa penetra-los também.
Em qualquer que seja a duração dos kalpas dos três tempos,
Que eu possa penetra-los, num só instante.

[33] Que eu possa ver num só instante,
Todos os Tathagatas, leão entre os homens, dos três tempos,
Inspirado pelo exemplo de sua vida prodigiosa,
Possa eu sempre entrar no domínio de atividade.

[34] Tantos quantos são os domínios que estão dispostos,
Sobre uma só partícula.
Assim, em todas as direções, sem exceção,
Possa eu engajar-me na disposição nos domínios dos Vencedores.

[35] As torchas do mundo, qualquer delas que ainda não vieram,
Possam girar progressivamente a roda.
Mostrem perfeitamente o nirvana, a paz última.
Que eu possa encontrar todos os Protetores.

[36] Da força da realização rápida de todos os milagres
Da força do Mahayana,
Da força da atividade de todas as qualidades e condutas,
Da força do amor.

[37] Da força do mérito de todas as virtudes,
Da força da Sabedoria sem apego,
Da força do Conhecimento, dos meios e da absorção meditativa,
Que eu possa completamente realizar as forças do Despertar.

[38] Que eu possa ser completamente purificado da força do karma,
Vencer totalmente a força das paixões,
Tornar inofensivas as forças do mal,
E atingir a força da Conduta excelente.

[39] Que eu possa tornar puro um oceano de Campos,
Possa eu completamente liberar um oceano de seres,
Que eu possa perfeitamente ver um oceano de Ensinamento,
Possa eu completamente meditar sobre um oceano de Sabedoria.

[40] Que eu possa ter conduta perfeitamente pura,
Completar um oceano de aspirações,
Fazer perfeitamente oferendas a um oceano de Budas,
Agir sem cansaço durante um oceano de kalpas.

[41] As aspirações particulares da Conduta do Despertar,
Dos Vencedores, vindos aos três tempos,
Tendo (obtido) o perfeito Despertar do Buda pela Conduta Excelente,
Que eu possa realizá-las todas sem exceção.

[42] Dedico perfeitamente todas as virtudes.
Para que minha atividade possa ser com o a dele, o Competente,
Ao mais poderoso dos Filhos dos Vitoriosos,
Aquele chamado Kuntuzangpo,

[43] Tendo perfeitamente purificado o corpo, a palavra e a mente,
Tendo conduta pura,
Que eu possa tornar todos os campos puros,
Que eu possa fazer a dedicatória como Kuntuzangpo.

[44] Manjushiri fez as aspirações,
Para seguir todas as excelentes e virtuosas condutas,
Que eu possa, sem cansaço, nos kalpas que virão,
Realizar, sem exceção sua atividade.

[45] Possa minha conduta se tornar ilimitada,
Possam minhas qualidades serem ilimitadas,
Possa permanecer nessa atividade ilimitada,
Possa eu render homenagem a todas as emanações.

[46] Da mesma maneira como a extensão do espaço é ilimitada,
Todos os seres são ilimitados,
Os atos e paixões são também sem limite,
De forma semelhante, que minhas aspirações sejam sem limite.

[47/48] Qualquer um que tenha ouvido a Rainha das dedicatórias,
E gerado fé ao menos uma vez e,
Aspirando ao sublime Despertar,
Seu santo mérito será superior,
À oferenda aos Vencedores,
Durante tantos kalpas quanto são numerosas as partículas dos campos,
Quaisquer que sejam campos das dez direções sem limite,
Ornado de jóias mais o que é sublime entre a felicidade dos deuses e dos homens.

[49] Aquele que recita essa prece de Kuntuzangpo,
Evitará todos os mundos inferiores,
Evitará os maus amigos,
E verá rapidamente Amithaba.

[50] Obterá o que tiver necessidade e estará feliz,
Sua vida humana será excelente,
E tornar-se-á, rapidamente,
Semelhante a Kuntuzangpo.

[51] Qualquer um que tenha cometido,
As cinco ilimitadas ou as negatividades sob o poder da ignorância,
Se recitar essa aspiração da Conduta Excelente,
Será rapidamente pacificado.

[52] Será providos de Sabedoria, bela forma e sinais,
Nobreza e boa tez,
Será livre do poder de demônios e numerosos heréticos
E receberá oferenda de todos os três mundos.

[53] Irá rapidamente à frente da árvore do Despertar,
E, uma vez ido, permanecerá para o bem dos seres,
E ganhará o Despertar do Buda, e girará a roda,
E submeterá os demônios e todas suas hordas.

[54] Qualquer um que leia, ensine ou explique,
Essa aspiração da Excelente Conduta,
Os Budas conhecem o (fruto) maduro, o Sublime Despertar.
Não há dúvida sobre isso.

[55] Seguindo o inteligente e corajoso Manjushiri,
E Kuntuzangpo,
Estudo e dedico,
Perfeitamente todas as virtudes.

[56] Como todos os Tathagâtas, Vencedores dos três tempos,
De forma sublime louvaram as várias formas de dedicatória,
Eu dedico todas minhas raízes de virtude
À Conduta Excelente.

[57] Quando vier o momento da morta,
Que todos os meus obscurecimentos sejam purificados.
Que eu possa ver a face, vendo realmente Amithaba,
Ir para o Campo da grande Felicidade.

[58] Estando lá, que todas essas aspirações,
Possam ser realizadas sem exceção.
Possa eu realizando-as completamente,
Fazer o bem dos seres por tanto tempo durar o universo.

[59] (Tendo) nascido do santo e excelente lótus.
Na mandala excelente e feliz dos Vencedores,
Possa eu receber a predição diretamente,
Do Vencedor Amithaba,

[60] Tendo recebido a predição (lá),
Que eu possa, pela força de meu pensamento,
Realizar muitos benefícios aos seres nas dez direções,
Por muitas emanações, um trilhão.

[61] Por qualquer mínima virtude que eu tenha acumulado,
Recitando as Aspirações da Excelente Conduta,
Possam as virtuosas aspirações dos seres,
Realizaram-se em um só instante.

[62] Pelo santo mérito sem limite,
Obtido pela completa dedicatória da Excelente Conduta,
Possam os seres afundados no rio do sofrimento,
Obterem perfeitamente a morada de Amithaba.

[63] Assim, que essa sublime e pura Rainha das Aspirações,
Faça o bem dos seres ilimitados.
Realize a escrita adornada de Kuntuzangpo.
Possam esvaziar-se os maus destinos sem exceção.

Foi traduzido pelos mestres indianos Jinamitra e Surendrabodhi, editados pelo grande Lotsawa Bande Yeshe De, que traduziu e publicou.

 

 

 

Tags: Shangpa Monlam, Sangcho Monlam

 Imprimir  E-mail