Bodhisatvacharyavatara 43 – Capítulo 6: A Paciência

Bodhisatvacharyavatara Capítulo VI (download do texto completo)

Capítulo 6 – A Paciência

Como praticar a paciência, a terceira paramita

Praticar a paciência que consiste em suportar os sofrimentos de bom grado (13 a 21)

13: Se alguns devotos (da deusa Durga) e os habitantes de Karnata,
Suportam austeridades sem sentido tais como a dor de lacerações e queimaduras,

Então, por causa da Libertação,
Por que eu não tenho coragem?

Provando que a familiaridade leva à perfeita facilidade

14: Não há absolutamente nada,
Que não seja facilitado por meio do hábito.
Então, ao me familiarizar com pequenas contrariedades,
Eu aprendo a aceitar pacientemente as maiores adversidades.

Provando isso com um exemplo

15: Quem não viu isso com sofrimentos insignificantes,
Tais como as mordidas de cobras e insetos,
Sentimentos de fome e sede,
E com pequenas coisas como erupções cutâneas?

Com o que devemos ser pacientes

16: Eu não devo ficar impaciente,
Com calor e frio, vento e chuva,
Doença, escravidão e surras;
Pois se eu fico assim, o dano que eles me causam aumentará.

Um exemplo para a força da paciência crescente através da familiaridade

17 e18a: Alguns quando veem seu próprio sangue,
Tornam-se especialmente corajosos e firmes,
Mas alguns quando veem o sangue dos outros,
Desmaiam e caem inconscientes.
Estas (reações) vêm da mente:
Ser firme ou covarde.

Resumo

18b e19a: Portanto, eu devo desconsiderar os danos causados a mim,
E não ser afetado pelo sofrimento.
Mesmo quando os sábios estão tristes,
Suas mentes permanecem lúcidas, sem perturbações.


O Centro Budista Tibetano Kagyu Pende Gyamtso é uma associação sem fins lucrativos, mantida exclusivamente com a contribuição de seus membros e amigos.

Quer contribuir para com o KPG? Seja muito bem-vindo! Clique aqui e saiba mais.