Bodhisatvacharyavatara 50 – Capítulo 6: A Paciência

 

Os ensinamentos de hoje foram sobre o texto e os comentários relativos estrofes selecionadas do Capítulo 6: A Paciência, do livro Bodhisatvacharyavatara – de Shantideva.

A Lama Pelmo também apresentou a história Os Dois Nagas e a Serpente Venenosa.

[70-71] Quando uma casa está ardendo, corremos à casa vizinha e retiramos a palha e as outras matérias inflamáveis onde o fogo possa pegar; da mesma maneira, todo o apego que possa atiçar o fogo da raiva deve ser logo eliminado, com medo que a nossa acumulação de méritos seja consumida.

[72] Se um condenado à morte é posto em liberdade depois de lhe terem cortado a mão, será que tem razão de queixa? Se, pelo preço dos sofrimentos humanos escaparmos aos infernos, será que nos podemos queixar?

[73] Se hoje, uma míngua de sofrimento te parece intolerável, como não refreias a raiva que te vai custar os suplícios do inferno?

[74] Por causa das emoções negativas fui milhares de vezes projetado nos infernos, sem qualquer proveito para mim ou para os outros.

[75] Ora, a dor presente é bem menor e é a fonte de um grande proveito. Devemos regozijar-nos com uma dor que suprime a dor do mundo.

[76] Que louve em privado as qualidades dos outros e que se associe ao elogio público que lhes é feito. Se é o seu próprio louvor que ouve, que o considere tão-somente uma homenagem à virtude.

[77] Todos os esforços têm por fim a satisfação; mas a satisfação é difícil de obter, mesmo com grandes riquezas. Portanto, farei do prazer de me regozijar com o mérito que os outros adquirem o meu deleite.

[78] Assim, nesta vida não tenho nada a perder e na outra ganharei a grande felicidade. Ora, os ódios, pelo contrário, engendram neste mundo o sofrimento da insatisfação e no outro dores ainda maiores.

[79] Que a sua palavra seja pertinente e moderada, clara, agradável e de toada suave e calma, sem nunca exprimir cobiça ou irritação.

[80] Olhando os seres de um olhar amoroso e sincero, vai pensando: “É graças a eles que o estado búddhico será o meu dote.”

Deixe uma resposta